6 de mai de 2008

Poesia

Momentos tristes sempre aguçam minha criatividade, o problema é que escrevo poesias tristes, meio rancorasas, até pq não dizer trágicas e quase sempre sem nenhum sentido muito claro. Essa poesia é antiga, bemm antiga, mas ta valendo.

Quando o mundo te odiar
Quando a vida te humilhar
Quando nem a morte te querer
Não se entregue
Não se deixe envenenar
Pare de tentar se defender
Junte suas armas
Parta para o ataque
Sem medo do que há por vir
Enfrente tudo e à todos
Destrua seus inimigos
E quando o mundo quiser te adorar
Quando a vida lhe for servida num cálice de ouro
Se entregue a morte
Porque quando se tem tudo
Quando se chega ao topo
Somente a morte é pura e sincera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Larga mão de lesera e comenta aí meu camarada!!!!