17 de jul de 2008

Na terra dos Macacos


Na terra dos macacos era tudo meio estranho e sem sentido, todos de terno, correndo de um lado pro outro, com suas maletas de couro e seus sapatos brilhantes em busca de uma tal felicidade que eles viam na TV. Semáforo abri, fecha, o povo passa, para, corre, cai e levanta. Alguns trabalham das 6 as 6 com 15 minutos de almoço e sem parada pro cafezinho com o chefe Gorila bufando em sua orelha insultos tão antigos quanto a Dercy. Já outros vadiam durante o dia, com roupas estranhas, alguns de preto outros com camisas coloridas e seus cabelos bagunçados ou suas franjas mal feitas, pichando os muros e cantando músicas melosas e sem sentido, achando que são rebeldes e sem mesmo perceber a cada dia são mais iguais a outros velhos macacos que passam, param, correm, caem e levantam todos os dias em busca da tal felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Larga mão de lesera e comenta aí meu camarada!!!!